quinta-feira, 20 de abril de 2017

LITTLE COLLOR E A PAULICÉIA DESVAIRADA


Parece um DÉJÀ VU...só que nada bom...

O prefeito de São Paulo completou 100 dias de governo com muitas polêmicas, atos premeditados, muita propaganda e demagogia. Faz nos lembrar de um gatuno que se tornou presidente da república e que se notabilizou por atos e atuações midiáticas sempre rodeadas de discursos mirabolantes e cheios de bravatas.



Primeiro polemizou com os grafiteiros mandando apagar, ou melhor, pintar de cinza, murais de artistas de rua reconhecidos no Brasil e no exterior. Recentemente admitiu que foi um ato precipitado e que merecia uma melhor analise sobre o que é pichação e o que é arte.

Os paulistanos metidos a moralistas saíram em sua defesa chamando os artistas de marginais e por aí vai. Pobre falsa elite que parece viver em outra realidade onde apagar pinturas é mais importante que melhorar o transporte, realizar obras contra enchentes, cuidar da segurança pública e da saúde. Isso fora outros problemas crônicos que a cidade apresenta a muitos e muitos anos, fruto da incompetência destes mesmos paulistanos que elegeram prefeitos como Kassab, Pita, Marta, Maluf, Haddad, Serra, Geraldo e outros picaretas. E olha que escaparam de Russomano, Enéas e Francisco Rossi.


Agora o "LITTLE COLLOR" disse que vai mudar o nome do bairro Bom Retiro, um dos mais tradicionais de São Paulo, para "Bom Retiro Little Seul". Só para agradar e atrair investidores coreanos a colocarem sua grana em São Paulo.

Porque não agradar os brasileiros interessados em investir na região ?
Porque não oferecer as mesmas facilidades que foram oferecidas aos coreanos ?

Revitalizar o bairro é papel da prefeitura; esta deveria promover debates com moradores e comerciantes para elencar as prioridades e nescessidades da região, e aí sim, facilitar para aqueles que estão dispostos a colaborar promovendo parcerias viáveis e de benefício para os envolvidos e para a população do bairro em geral.
O estado de São Paulo tem perdido sistemáticamente empresas que se mudam para outros estados devido às altas taxas e tributos praticados por aqui. E o que fazem é colocar a culpa sempre na guerra fiscal e na crise financeira do país. Somos o estado mais rico da nação...AQUI SE ARRECADA MUITO DINHEIRO, mas ao mesmo tempo, tudo que se ganha aqui se gasta aqui e isso não volta para o bem estar da população. São pedágios, altos impostos, IPTU, IPVA, tem de tudo...Mas tudo tem seu preço.

Pessoas acordam 4 da manhã para serem esmagadas no transporte até o seu trabalho. São assaltadas em plena luz do dia, mortas covardemente por uma escalada de violência que não tem fim e continuam pagando caro por isso. E tem ainda os que se gabam de morar aqui. A falsa elite que "SE ACHA" e está "SENTADA" em cima de uma gilete, pensa que é melhor ou mais inteligênte que os outros...mas paga caro, e vive cercada de grades nas casas e de boletos bancários para pagar.

Continuando com o LITTLE COLLOR, o cara, que mal chegou, começa a galgar cargos maiores sem mesmo ter feito algo de real valor social e estrutural na maior cidade do país. E para isso espalha uma imagem de bom moço, empreendedor e moralista. Tudo igual ao outro engomadinho. Até o papa ele foi ver.

E São Paulo ?

Continua com os mesmos dramas de sempre e os debates entre os cidadãos são sobre pichadores, nomes de bairro, futebol e outras futilidades. Parecem cegos ao não perceberem o quanto a vida piorou por aqui nos últimos 25 anos. Preferem atacar nordestinos, negros e pobres e atribuir à eles a falência de um sistema político que agora arrastou seus queridinhos intocáveis para a mesma merda em que estão os outros canalhas demonizados por eles próprios.

E agora caros emergentes de araque ? A culpa é de quem ?


Nenhum comentário: